Principais Pontos Turísticos de New York

 

  • ESTÁTUA DA LIBERDADE/LIBERTY ISLANDmetrô 1,9,N,R para South Ferry; 4,5 para Bowling Green - (diariam. 9h30 – 17h) - alta e chamativa está localizada bem no meio do Porto de Nova York. Foi um presente do povo francês aos Estados Unidos e desde 1886 é um símbolo do sonho americano, representando a liberdade e segurando um farol para iluminar o mundo. Mede 93 metros do chão à tocha e pesa 225 toneladas.

 

Os raios que saem da coroa representam os sete mares e continentes.

Construída em Paris entre 1874 e 1884 e inaugurada pelo Presidente Grover Cleveland em 28 de outubro de 1886, foi totalmente restaurada para o centenário, quando a tocha original corroída pelo tempo, foi trocada por uma folhada a ouro e hoje a primeira tocha encontra-se exposta no museu (Statue of Liberty Museum – dentro da estátua). Os visitantes podiam subir até a coroa, o que foi proibido após os ataques de 2001. No entanto a base continua aberta, mas é preciso agendar antes para poder ter acesso. (www.nps.gov/stili)

                  Foi idealizada pelo escultor Fréderid-Auguste Bartholdi e projetada por Gustave Eiffet.

 

estatua liberdade

 

  •  WALL STREETmetrô 4,5 Wall Street

O nome vem do muro que os holandeses construíram em Nova Amsterdan em 1635 para proteger o empreendimento mercantil contra os britânicos.
Vai da extremidade da ilha, da Broadway até a South Street no East River.

 

 Sempre associada ao dinheiro e poder, pois é nela que se localiza A New York Stock Exchange (Bolsa de Valores).


 

  • NEW YORK STOCK EXCHANGE/ BOLSA DE VALORESmetrô 2,3,4,5 para Wall Street ou  N,R para Rector St - (11th Wall St.).

Bolsa de valores, fundada em 1817. Instalada nesse prédio de 17 andares desde 1903. Centro dos mercados financeiros do mundo, nos dias de maior movimento quase dois bilhões de ações são negociadas por mais de duas mil empresas. Por questões de segurança não é mais aberta ao público. (www.nyse.com)

 

Tornou-se museu em 1955. Uma exposição interna relata os dias turbulentos de 1789, quando Washington se tornou o primeiro presidente norte-americano. As salas que dão para a rotunda exibem a Bill of Rights (carta dos direitos dos cidadãos americanos) e uma mostra sobre a Constituição (www.nps.gov/fecha)

  

FEDERAL HALL NATIONAL MONUMENT – metrô Wall Street - (26 Wall St. – seg-sex das 9h – 17h – grátis) – o primeiro prédio foi construído em 1699 para servir de prefeitura da colônia de NY. Foi lá que em 1789 George Washington, o primeiro presidente americano, foi empossado e prestou juramento. Sua estátua, nos degraus do Federal Hall, marca esse momento histórico. Sua forma atual, erguida entre 1934 e 1842 para abrigar a alfândega dos EUA é uma das mais belas edificações clássicas da cidade.
     

  

 

  • (área do) WORLD TRADE CENTERmetrô 1,9 para Rector St – complexo de seis prédios de escritórios e um hotel, interligados por uma avenida subterrânea com lojas e restaurantes, do qual faziam parte as Torres Gêmeas.

                        

No WTC atuavam 450 empresas do mundo inteiro e 50 mil funcionários. Até que em 11 de setembro de 2001 vieram abaixo após um ataque terrorista. Em abril de 2006 começou a construção da Freedom Tower e em maio de 2006 o lado norte do reconstruído WTC foi aberto. Prédios de 110 andares (concluídas em 1973) eram parte integrante do lendário horizonte de NY, um símbolo do sucesso social e econômico da cidade.

        

 

  • GROUND ZERO/ WORLD TRADE CENTER SITEmetrô Chambers St, Rector St - (Church St.) – o buraco imenso onde ficava as Torres Gêmeas atrai inúmeros visitantes que prestam reverência àqueles que morreram nos ataques terroristas.

           

 

  • PONTE DO BROOKLYNmetrô J,M,Z para Chambers St ou 4,5,6 para Brooklyn-City Hall – lado de Manhattan – concluída em 1883, era a maior ponte suspensa do mundo e a primeira de aço. Foi a primeira ponte a ligar as então separadas cidades de Nova York e Brooklyn. Lindas vistas de ponte e um dos marcos mais apreciados da cidade. Tem uma passarela na qual os pedestres passam por cima do tráfego.
ponte brooklin

 

  • MADISON SQUARE GARDEN metrô 34th Penn Station - (entre W 31st e 33rd St. e as 7th e 8th Ave) – complexo esportivo construído em 1968, em cima da hoje subterrânea Pennsylvania Station. É um cilindro de concreto pré-moldado, prático e bem situado no centro da cidade. É sede dos famosos New York Knicks (basquete), do Liberty (basquete feminino) e do new York Rangers (hóquei) e local de muitos espetáculos e shows.

madison square


  • EMPIRE STATE BUILDING – metrô B,D,F,N,Q,R,1,2,3,9 para 34th St ou 6 para 33rd St - (entre 5th e 34th St. – U$11 – diariamente das 9:30 às 00:00 – entrada até as 23:15h) – edifício de 1931, hoje é o edifício mais alto e imponente da cidade. Com 102 andares e 443 metros (da base ao mastro da TV). Os elevadores levam ao observatório no 86º. andar. Em dias claros a visibilidade chega a quase 130 km. O observatório do 102º. Andar não é mais aberto ao público. Sua construção teve início em março de 1930, não muito tempo depois do crash da Bolsa de Valores de 1929. No saguão revestido de mármore, uma imagem do arranha-céu, em alto relevo, aparece sobreposta ao mapa do Estado de Nova York.

  • MACY’S – metrô 34th Penn-Station – (151 W 34th St) – começou em 1857, como uma pequena lojinha na West 14th St, fundada por um ex-baleeiro. Hoje, a “maior loja do mundo” ocupa um quarteirão inteiro e vende praticamente de tudo, em todas as faixas  de  preços. Transferida  para  a  sede  atual  em  1902, a entrada do lado leste é nova, mas a fachada conserva as janelas salientes e os pilares coríntios de 1902. A da 34th St ainda tem na entrada as estátuas originais junto com o relógio, o toldo e a inscrição do nome. Dentro, muitas das escadas rolantes originais – de madeira – ainda estão em funcionamento.
             
  • TIMES SQUAREmetrô 42nd St-Times Square - seu nome remonta de 1904 quando os escritórios do jornal New York Times ainda eram aqui, no edifício New York Tower. A comemoração do Ano Novo que perdura até hoje, começou com o editor do jornal Adolph Ochs para comemorar a inauguração do jornal. É o centro de todos os espetáculos teatrais da cidade desde 1899. Nos anos 30, a área foi ocupada pela prostituição e shows eróticos. Foi recuperada nos anos 90. O néon, que é quase uma assinatura da praça e inicialmente se restringia aos teatros. Hoje, incontáveis, formam uma das cenas noturnas mais extravagantes do mundo, promovem centenas de produtos e serviços. Uma das áreas mais cativantes da cidade.

               

Entre as ruas 45th e 59th atraem multidões que vêm sobretudo admirar símbolos de riqueza e opulência. Da Cartier na 52nd até a Bergdorf e a Tiffany na 57th St.

 FIFTH AVENUEmetrô 5th Ave-53rd ou 5th Ave-59th St - grandiosa atração e maior concentração de lojas de Manhattan é sinônimo de riqueza e posição social há dois séculos.
5 avenida
  • ROCKEFELLER CENTERmetrô 47th-50th Sts - (Avenidas 5th à 7th entre W 47th e 51st St. – www.rockefellercenter.com) – coração do glamour de Midtown e maior complexo particular de prédios de escritório, os primeiros 14 edifícios foram construídos entre 1932 e 1940 por John D. Rockefeller Jr., filho do magnata do petróleo. Por volta de 1973 já tinha 19 edifícios. È um magnífico exemplo de planejamento urbano, equilibrando espaço de escritórios com cafés, um teatro, saguões subterrâneos e jardins na cobertura que funcionam em conjunto com rara inteligência e graça.

rockfeller center
Na sua entrada, na parte rebaixada, a escultura dourada de Prometeu, de Paul Manship, que aparentemente transfere seu fogo do edifício GE mais acima. O teatro Radio City Music Hall, parte do complexo, foi inaugurado em 1932. Todo anos desde 1931 é armada uma imensa árvore de natal, cuja iluminação e o acompanhamento musical atraem multidões a partir do início de dezembro.

 

  • ST. PATRICK’S CATHEDRAL- metrô 6 para 51st St ou E,F para 5th St - (56th St com 5th Ave) – projetada por James Renwich e concluída em 1888, a catedral de São Patrício.

É resultado de uma minuciosa excursão acadêmica pelas catedrais góticas da Europa, perfeita em detalhes. É a maior catedral católica dos EUA, com capacidade para 2500 pessoas.

 


  • MUSEUM OF MODERN ART (MoMa)metrô 5th Ave-53rd St - (11W53rd St entre 5th Ave e 6th Ave – U$20 – www.moma.org – diariamente das 10:30 às 17:30h – grátis 6ª. Feiras das 16 às 20 h) – fundado em 1929,  oferece o panorama mais completo da arte do fim do século 19 ao limiar do século 21 possível de ser encontrado no mundo. São mais de 100 mil pinturas, esculturas, desenhos, gravuras, fotografias, projetos arquitetônicos e objetos de design que compõe a coleção. A recente reforma de Yoshio Taniguchi criou novos e vibrantes espaços públicos e expandiu as galerias de forma a torná-las mais acessíveis para o extraordinário acervo do museu. No quinto andar encontram-se pinturas e esculturas pós-impressionistas do fim do século 19 (Picasso, Braque, Matise, Mondrian, Miró e os surealistas Magritte e Dalí). No quarto andar tem-se obras da década de 1940 a 1960 e tem um tom mais norte-americano. Obras dos expressionistas abstratos: Pollock, Rotuko e Bornett Newman.

No terceiro andar ficam as galerias de fotografias, arquitetura e design e as galerias de desenhos. No segundo andar a arte contemporânea multimídea.

 

  • GRAND CENTRAL TERMINALmetrô 4,5,6,7,S para Grand Central - (E 42nd St – entre Lexington Ave e Vanderbilt) – inaugurada em 1913, se tornou o portão de entrada e símbolo da cidade e foi para a época uma obra-prima de planejamento urbano.

 Além do salão principal, outros pontos de destaque são a central de informações e as grandes escadarias. Na central de informações podemos ver o relógio de quatro lados, que fica sobre o guichê. As grandes escadarias de mármore foram inspiradas na grande escadaria da Ópera de paris, lembrando a grandeza do início das viagens de trem. Para ter uma visão melhor, suba até as passarelas que levam às janelas de 18 metros de altura na direção da Avenida Vanderbilt. Há passeios gratuitos (4ª. à 6ª. – 12.30h saindo do guich~e de informações principal) e visitas pagas guiadas – U$50 por grupo com menos de 10 pessoas – mas é preciso agendar uma semana antes.

  • CHRYSLER BUILDINGmetrô 42nd St-Grand Central - (405 Lexington Ave entre E 42nd e 43rd St) – uma das estruturas mais queridas de Manhattan, de estilo Art Déco, data de uma época (1928-1930) na qual os arquitetos casavam prestígio com graça e estilo. Foi construída para ser sede da empresa Chrysler, embora isso nunca tenha acontecido. Os frisos com motivos de carros, as salientes gárgulas e um pináculo de aço inoxidável com arcos (que lembra um grande radiador) dão ao solene horizonte de Midtown um toque bem-vindo de fantasia.

O enorme saguão (que é a única parte que se pode ter acesso) exibia modelos de carros Chrysler no passado. Foi restaurado em 1978. É luxuosamente decorado em mármore e granito de todo o mundo e tem guarnições de aço cromado. O vasto e maravilhoso teto mostra cenas dos transportes do fim da década de 1920.

chrysler building

  • CARNEGIE HALL – metrô 57th St, 59th St - (154 W 57th St. com a 7th Ave – passeios set – jun – U$9 – www.carnegiehall.org) – a primeira sala de concertos de Nova York e uma das maiores salas de concerto do mundo, de inspiração renascentista, foi construída pelo magnata do aço Andrew Carnegie por U$ 1 milhão em 1891.

Tem uma das melhores acústicas do mundo. O museu inaugurado em 1991, conta a história dos cem primeiros anos do local. Há excelentes visitas guiadas para os interessados em conhecer a esplendorosa arquitetura da casa e seus bastidores.

carnigie hall

  • THEATER DISTRICTa área a oeste da Broadway e ao norte da rua W 42nd é considerada a área dos teatros. Dos grandes teatros antigos ainda existentes, o New Amsterdam no número 214 da W 42nd e o familiar New Victory no número 209 da mesma rua, tiveram seu esplendor original recuperado. Embaixo há 140 km de prateleiras contendo mais de 7  milhões de volumes. Tem raridades como a cópia da Declaração da independência dos EUA manuscrita por Thomas Jefferson . É o centro de uma vasta rede de 82 filiais, com quase 7 milhões de usuários.
theater district

 


Central Park

CENTRAL PARK

              Aberto em 1876, foi o primeiro parque com paisagismo dos Estados Unidos. No meio de Manhattan, estendendo-se da 59th à 110th St., o parque é considerado como um almejado refúgio da acidez da metrópole.
Os dois arquitetos contratados para o projeto nos então pantanosos 341 alqueires, inspiraram-se no paisagismo clássico dos jardins ingleses. Eles projetaram 36 pontes elegantes, todas diferenciadas, além de um sistema revolucionário de quatro vias transversais rebaixadas para ocultar a visão do tráfego. Há morros, lagos e prados e mais de 500 mil árvores e arbustos. O parque foi crescendo e hoje tem playgrounds e rinques de patinação, quadras e espaços para atividades desde xadrez a croquê até concertos e eventos.
À medida que New York foi crescendo, a popularidade do parque aumentou. Hoje, embora o horizonte tenha mudado muito e parte do espaço aberto tenha virado playground asfaltado, o senso de natureza originalmente pretendido continua vivo.
          

 

  • STRAWBERRY FIELDSmetrô 72nd St.  

Um dos pontos mais visitados do parque, é dedicado à memória de John Lennon, que foi assassinado em 8 de dezembro de 1980 em frente a sua residência. Atualmente é um jardim com 161 espécies de plantas como rosas, bétulas e morangos.

imagine

  • CENTRAL PARK ZOO/WILDLIFE CENTERmetrô 5th Ave entre 63rd e 66th St - (diariamente das 10 – 16.30 h – U$6 – www.centralparkzoo.com) – este pequeno zoológico perto da E 65th tem mais de 130 espécies de animais representadas em três zonas climáticas: os trópicos, a calota polar e a costa da Califórnia. Em uma úmida floresta equatorial, macacos e pássaros vivem em liberdade, enquanto pingüins e ursos-polares habitam a paisagem ártica, visível acima e abaixo d’água. Junto à entrada fica o amado Delacorte Clock, que toca canções infantis a cada meia hora.

 

  • CARROUSEL(diariamente 10-18h se o tempo permitir).

Construído em 1903 em Coney Island e transferido para o parque em 1951. Esse carrossel antigo, um dos 150 que restam no país, é uma das pequenas jóias do parque.

central park

 

 

 

 

 

Outros sites

www.dicasdeorlando.com.br

www.dicasdeorlando.com

www.orlandoonline.com.br

 

 

 

 

Você é o visitante